Notícias

Situação econômica piorou nos últimos meses para 67% dos brasileiros

Geral, 27 de Junho de 2022 às 17:22h

Situação econômica piorou nos últimos meses para 67% dos brasileiros, diz Datafolha. Apenas 15% acham que melhorou, aponta o instituto

Foto: Agência Brasil

 

Para 67% dos brasileiros, a situação econômica do país nos últimos meses piorou, aponta uma pesquisa do instituto Datafolha, divulgada neste domingo (26).

 

E, com a inflação generalizada dos preços e a queda da renda do trabalho, 63% dos brasileiros sentem que não ganham o necessário para cobrir as despesas do dia a dia.

 

O instituto entrevistou 2.556 pessoas em 181 cidades na quarta-feira (22) e quinta (23). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou menos.

 

O instituto aponta que 63% dos brasileiros afirmam não ganhar o necessário e têm problemas financeiros em casa. Desse contingente, 37%, declaram que o dinheiro da família hoje não é suficiente, e que às vezes até falta. Outros 26% afirmam que ganham muito pouco, o que traz dificuldades.

 

Para os brasileiros que vivem com renda familiar de até dois salários mínimos, 81% declaram sofrer limitações financeiras. Neste recorte, 42% afirmam que a renda familiar não é suficiente, e às vezes falta dinheiro, enquanto 39% dizem que ganham muito pouco e têm dificuldades.

 

A renda do brasileiro se deteriorou no governo Bolsonaro. No ano passado, o rendimento médio mensal real domiciliar per capita foi de R$ 1.353, o menor valor da série histórica da PNAD Contínua do IBGE, iniciada em 2012.

 

Para 67% dos brasileiros, a situação econômica do país nos últimos meses piorou, aponta uma pesquisa do instituto Datafolha, divulgada neste domingo (26).

 

E, com a inflação generalizada dos preços e a queda da renda do trabalho, 63% dos brasileiros sentem que não ganham o necessário para cobrir as despesas do dia a dia.

 

O instituto entrevistou 2.556 pessoas em 181 cidades na quarta-feira (22) e quinta (23). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou menos.

 

O instituto aponta que 63% dos brasileiros afirmam não ganhar o necessário e têm problemas financeiros em casa. Desse contingente, 37%, declaram que o dinheiro da família hoje não é suficiente, e que às vezes até falta. Outros 26% afirmam que ganham muito pouco, o que traz dificuldades.

 

Para os brasileiros que vivem com renda familiar de até dois salários mínimos, 81% declaram sofrer limitações financeiras. Neste recorte, 42% afirmam que a renda familiar não é suficiente, e às vezes falta dinheiro, enquanto 39% dizem que ganham muito pouco e têm dificuldades.

 

A renda do brasileiro se deteriorou no governo Bolsonaro. No ano passado, o rendimento médio mensal real domiciliar per capita foi de R$ 1.353, o menor valor da série histórica da PNAD Contínua do IBGE, iniciada em 2012.

 

Fonte: Hora do Povo

Outras Notícias

Acesso restrito

Boletim Online

Cadastre-se e receba nossos boletins.

Parceiros