Notícias

Empoderamento digital

Geral, 26 de Abril de 2021 às 17:37h

Tecnologia mais acessvel aos homens do que s mulheres, na Amrica Latina.

 

Com o tema: A Reinvenção da Comunicação, no dia último dia 10 de abril de 2021 a Secretaria de mulher, de Comunicação e Tesouraria da FITMETAL promoveu em parceria com a publicitária Michelle Fraga uma oficina sobre as novas formas de comunicação nas redes e como melhor aproveitar as ferramentas que hoje fazem parte da rotina de muitas mulheres e sobretudo as do movimento sindical e social. As dificuldades que a maioria relata é justamente a falta de estrutura para que elas possam se dedicar ao aprendizado e utilização das ferramentas da rede, que por vezes fica comprometido justamente pela sobrecarga de trabalho que se intensificou ainda mais com a pandemia.

 

E o grande desafio foi, desmistificar o que é tecnologia e reposicionar o olhar para solucionar problemas do dia a dia do tipo: Mediar e conduzir uma live, organizar uma reunião de forma remota, criar conteúdo e cards que possibilitem a comunicação com seu público de atuação em diversos movimentos nos quais as mulheres estão inseridas, a partir do momento que você se vê como pessoa que pode criar e inovar algo novo, vai começar a pensar em como esse “algo novo” pode contribuir para mudar pequenas coisas no mundo e a isso chamamos de “Empoderamento digital”.

 

A oficina proporcionou as participantes um aprendizado numa linguagem prática e muito objetiva, com perguntas e respostas em relação as dúvidas de toda. Importante destacar que as dúvidas da maioria foram praticamente as mesmas, e isso facilitou muito o aprendizado. O evento contou não apenas com dirigentes sindicais metalúrgicas, estiveram presentes bancarias, comerciarias, construção civil, cultura (artistas de rua) e movimento negro. Todo material didático utilizado no curso e o certificado serão enviados para o e-mail das participantes, para que elas possam dar continuidade no aprendizado ou até mesmo tirar dúvidas.

 

A secretaria de mulher da FITMETAL, Eremi Melo avaliou que o curso foi de grande relevância para as dirigentes sindicais, independente da categoria que cada uma atua, “O encontro de mulheres da CTB Nacional realizado recentemente, já apontava a necessidade de se priorizar a formação dos quadros jovens e mulheres, para que as mesmas estejam em igual nível de competências com os homens, e assim promover a equidade de gênero nas entidades”. Considerando que 2022 enfrentaremos o fascista Bolsonaro nas urnas e todas as Fake News se faz necessário a formação em todos os aspectos políticos, incluindo a comunicação parte fundamental para diálogos com as massas.

 

Todo dia uma luta, todo dia uma história!

 

Tecnologia é mais acessível aos homens do que às mulheres, na América Latina

 

As mulheres têm menor probabilidade de possuir aparelhos digitais e ter acesso à internet na América Latina. As desigualdades de gênero se estendem no acesso a dispositivos e recursos tecnológicos.

 

Características como gênero, situação socioeconô-mica e localização da residência interagem produzindo múltiplas camadas de desvantagens às mulheres.

 

Dentre as mulheres mais afetadas estão, as que possuem menor escolaridade e residentes em áreas rurais. Este é o grupo com taxas mais baixas de acesso à internet, ficando mais excluído das informações e recursos disponíveis na rede.

 

O apontamento da desigualdade no uso da tecnologia da informação é tema relevante uma vez que o acesso ao telefone também possibilita a participação de práticas importantes, sejam elas de comunicação pessoal, interação social ou facilitação de atividade econômica, além de uma correlação entre situações de vulnerabilidade e empregos precários.

 

(Banco interamericano de desenvolvimento e pelo IICA - Instituto interamericano de cooperação para a agricultura)

 

Outras Notícias

Acesso restrito

Boletim Online

Cadastre-se e receba nossos boletins.

Parceiros